ANTES DE LER É BOM SABER...

Este blog - criado em 2008 - não é jornalístico, embora contenha alguns conteúdos que passeiam levemente por essas águas. Os textos são de autoria de Luís Carlos Freire, o qual descende do mesmo tronco genealógico da escritora Nísia Floresta. Esse parentesco ocorre pela parte da mãe do autor, Maria José Gomes Peixoto Freire, cujas informações estão no livro "Os Troncos de Goianinha", de autoria de Ormuz Barbalho Simonetti. O referido livro desenrola o novelo genealógico das famílias originárias de Goianinha, município próximo, de onde originou-se a família de Nísia Floresta, e pode ser pesquisado no Museu Nísia Floresta, no centro da cidade. Luís Carlos Freire é especialista na obra de Nísia Floresta, membro da Comissão Norte-Riograndense de Folclore, sócio da Sociedade Científica de Estudos da Arte e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Possui trabalhos científicos sobre a intelectual Nísia Floresta Brasileira Augusta, publicados nos anais da SBPC, Semana de Humanidade, Congressos etc. É autor de 'História do Município de Nísia Floresta', 'Cultura Popular em Nísia Floresta', 'A linguagem Popular em Nísia Floresta', dentre inúmeros trabalhos na área de história, lendas, costumes, tradições etc. Uma pequena parte das referidas obras ainda não estão concluídas, mas o autor entendeu ser útil disponibilizá-la neste blog, enquanto as conclui. Algumas são inéditas. O acesso permite aos interessados terem ao menos uma boa noção daquilo que buscam, até porque existem situações em que certos assuntos não são encontrados nem na internet nem em outro lugar. Algumas pesquisas são fruto de longos estudos, alguns até extensos e aprofundados, pesquisados em arquivos de Natal, Recife, Salvador e na Biblioteca Nacional no RJ. O autor estuda a história e a cultura popular da Região Metropolitana do Natal. Esse detalhe permitirá ao leitor encontrar informações históricas sobre a intelectual Nísia Floresta Brasileira Augusta, sobre o município homônimo, situado na Região Metropolitana de Natal/RN, além de crônicas, artigos, fotos poemas, etc. O autor ministra palestras e pode ser convidado através do e-mail: luiscarlosfreire.freire@yahoo.com.br. Fone: 99827.8517 - É PERMITIDO COPIAR TEXTOS DESTE BLOG, DESDE QUE A AUTORIA SEJA MENCIONADA.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

A AGRICULTURA DE NÍSIA FLORESTA VOLTARÁ A SER UMA REFERÊNCIA NO RIO GRANDE DO NORTE

Água não falta, terra fértil não falta. 
O que falta então? 
Falta trator, falta arar as terras dos agricultores pobres, dos donos das parcelas no Pium e Alcaçuz. Falta treinamento dado por técnicos e especialistas dos órgãos estaduais.
Falta semente, falta material de irrigação nas áreas de arisco...
Falta prefeito que respeite o agricultor e o pecuarista, que queira a independência de Nísia Floresta, que não a queira presa à miséria de anos a fio.
Marize Leite 65, conhecedora desse problema, e conhecedora da solução, espera apenas que você, eleitor, vote 65 no dia 2 de outubro.

Marize Leite 65, vai devolver aos agricultores de baixa renda o que eles merecem: dignidade e nada mais. Só assim haverá um avanço na economia local, pois passarão a ter incentivos para produzir. 
O governo Marize Leite 65 fornecerá sementes e material de irrigação, de maneira planejada aos agricultores que não tiverem condições de se organizar. Será uma espécie de Bolsa Família. Assim que o agricultor estiver estabilizado, não precisará mais de semente, então a semente irá para aquele que ainda não se organizou. Se o agricultor prosperou e conseguiu comprar um caminhão ou trator (como era comum no passado) ele não receberá mais o trator para arar ou cortar suas terras, pois mudou o seu padrão para melhor. A meta é ajudar consciente e racionalmente aquele que não tem. Não se trata de paternalismo ou de ajudar os ricos, como alguns o fazem. A palavra certa é respeitar e dar dignidade aos pobres.
Marize Leite 65, como educadora e pessoa que enxerga diferente, quer ver todos bem. Ela não quer dar o peixe. Quer dar a vara e o anzol, pois só assim as pessoas resgatarão aquele passado de fartura, onde os nativos tinham fartura na mesa do almoço e da janta. E vendiam suas produções, tinham lucro para comprar os seus objetos de desejo, simples, mas tinham.

Marize Leite 65, sabe que não há segredo nisso. O quem tem faltado é força de vontade. O Governo Federal oferece uma série de programas para o agricultor e o pecuarista. Eles acontecem através de parcerias com as prefeituras. Mas o prefeito tem que ir atrás, ou seja, buscar esse apoio. E não cruzar os braços como vimos há mais de uma década.

Marize Leite 65 quer ver aqueles cenários coloridos de milharal... quer ver a terra produzindo banana, inhame, laranja, laranja-cravo, abacate, jaca, manga, hortaliças, legumes igual ao que ocorria no passado. Ela quer ver os agricultores enfeitando a paisagem, felizes por saberem que vão trabalhar a sua terra e ela vai produzir fartura.


HÁ DOIS CAMINHOS: UM É A LIBERDADE, O OUTRO É A ESCRAVIDÃO


Todos sabemos que Nísia Floresta tem três candidatos. Dois são da mesma raiz, ou seja, dos Ferreira. Em outras palavras, MARIZE LEITE 65 concorre com dois que são 1 (um).
Na verdade, há dois candidatos a prefeito em Nísia Floresta: MARIZE LEITE 65 e os Ferreira.
São dois caminhos. Um representado pela oligarquia Ferreira, de ferreiro, de ferro, de forja, de grilhões, de correntes,  de escravidão, de curral eleitoral, de opressão, de atraso... O outro é MARIZE LEITE 65, representando a liberdade.


MARIZE LEITE:lembra leite. Leite é alimento. Alimento é emprego, é agricultura farta (como era antes), é ter uma maternidade, é saúde funcionando direito, é estrada decente, é turismo fluindo e gerando emprego, é estrada de qualidade, é capacitação para professores e funcionário... É isso que alimenta a cidadania das pessoas. 
O ferro aprisiona.
São os Ferreira os ferreiros que forjam as correntes para manter um povo preso à miséria, falta de emprego, sem oportunidades...
É você quem escolhe o caminho que vai fazer o município trilhar a partir de 2017. Eu sigo MARIZE LEITE 65 pois tenho convicção de que  é o melhor nome para Nísia Floresta.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

MARIZE LEITE EMPREENDERÁ TODOS OS ESFORÇOS POSSÍVEIS PARA RESGATAR A RESPEITABILIDADE DENTRO DAS ESCOLAS DE NÍSIA FLORESTA

NA DIREITA PARA ESQUERDA: GERALDA BERNARDETE, L. C. FREIRE., ANA, JORGE JANUÁRIO, ANA VARELA, VERA LÚCIA, LOURENÇO (PREFEITO), NININHA, ALYSGARDÊNIA, ELZA FREIRE (REPRESENTANDO O REITOR DA UFRN), IONE PERES, ANTONIO PIO.
 Às vezes, conversando com MARIZE LEITE 65, sobre as minhas preocupações com a EDUCAÇÃO de Nísia Floresta a gente sonha alto. MARIZE LEITE 65  quer ver funcionando projetos educacionais da UFRN dentro de Nísia Floresta. E isso é possível. Ela quer investir alto na FORMAÇÃO CONTINUADA DOS EDUCADORES NISIAFLORESTENSES, mas sabe que, se não existir um projeto de reeducação da sociedade, construído a mil mãos - como ela diz (com pais, alunos, funcionários, professores e o povo em geral, instituições diversas, igrejas etc, ninguém irá a lugar algum. Não podemos ser ingênuos, achando que iremos tornar Nísia Floresta uma ilha sem violência. O problema é mundial. Mas como estamos no ranking da violência no Brasil, precisamos criar políticas de combate. Elas são construídas de forma coletiva. E, como sempre digo, tudo começa pela EDUCAÇÃO.


MARIZE LEITE 65 não promete milagres. Ela oferece seriedade. Se continuarmos cedendo aos marginais, fechando escolas e nos escondendo sem enfrentar os problemas, a marginalidade vai tomar o espaço que tínhamos no passado. 
MARIZE LEITE 65 quer resgatar o respeito dentro das escolas, investir fortemente na formação continuada dos educadores, capacitação dos funcionários e promoção de eventos educativos e culturais em larga escala. É inadmissível que alunos, professores e as famílias se recusem a promover o conhecimento, ir á aula à noite por medo de marginais.

É possível fazer diferente. E MARIZE LEITE 65 é a diferença. Ela quer ver as crianças felizes, protegidas, respeitadas. Ela quer ver as famílias vendo a escola como parte da sua casa, como era antes. Que história é essa que é impossível resgatar o bem. Claro que é possível, basta querer. E o que resgata os tempos áureos do respeito entre alunos, professores, pais etc são políticas públicas de educação e cultura. Não há segredo, há trabalho. E muito.
BOLO FEITO POR IRANI CARVALHO (VICE DIRETORA), ANA BARROS (SECRETARIA) E VERA CARVALHO (PROFESSORA)
MARIZE LEITE 65 está disposta a resgatar esse passado numa ótica moderna, MAS PRECISA DA SUA CONFIANÇA. Tudo isso - que é apenas um detalhe - só será possível se no próximo domingo você digital 65 e dar-lhe o direito de administrar Nísia Floresta.

LUTA LIVRE DE MÃES
CONCURSO "A HORA DO GAGAU"
EM RESPEITO ÀS PESSOAS SIMPLES, CONVIDEI  D. ANA (MÃE DO EDMILSON - RUA DA PALHA) PARA FAZER O PRIMEIRO CORTE NO BOLO QUE DEPOIS FOI OFERECIDO A TODAS AS PRESENTES



terça-feira, 27 de setembro de 2016

MARIZE LEITE 65 CRIARÁ O CARNAVAL DE RUA - NO CENTRO DE NÍSIA FLORESTA

Uma proposta inovadora de MARIZE LEITE 65 é criar o CARNAVAL DE RUA, haja vista que não apenas pessoas mais velhas, mas muitos jovens não tem condições financeiras de bancar estadias nas praias. Há também quem não goste do aspecto do entrudo, típico das praias, e valorizam mais a aura tradicional.
Ademais, há quem queira criar blocos, confeccionar máscaras, bonecos gigantes, carros alegóricos nesse momento tão bonito da nossa cultura popular e não têm oportunidade. A hora chegou.  MARIZE LEITE 65 quer criar os bailes de fantasia, apoiar o surgimento dos blocos de rua com as famílias que apreciam carnaval, bem como os que gostam apenas de assisti-lo. 

A criação do CARNAVAL DE RUA propiciará a criação de empregos informais, gerando renda e integrando o Calendário Turístico Cultural de Nísia Floresta. Ao mesmo tempo desperta talentos nas áreas de dança, artes plásticas e outras. E, melhor, também gera renda. É assim que MARIZE LEITE 65 pensa. Ela sabe que uma homens e mulheres pobres, que foram treinados para não se mexer - como bonecos de chumbo - merecem a oportunidade de ter renda, pois são gente, são dignos. Ela quer batalhar para que em Nísia Floresta floresçam as mais diversas formas de emprego e renda. Onde corre dinheiro, corre o progresso.

WI FI GRÁTIS NO GOVERNO MARIZE LEITE 65


Uma das intenções de Marize Leite 65, além de oportunizar cursos diversos - dentre eles, informática - é disponibilizar internet grátis - wi fi - em alguns pontos do município. É uma forma moderna de criar espaços de socialização e divertimento saudável entre jovens e adolescentes.

RESGATE DO FUTEBOL E ATIVIDADES DESPORTIVAS

Dentre as várias propostas de MARIZE LEITE 65 para o esporte, resgatar os CAMPEONATOS DE FUTEBOL é uma das ações de seu governo, dentre a criação de outras políticas públicas desportivas, como por exemplo o ATLETISMO, além de doação de material esportivo para os times locais. Não é mais aceitável que sucessivos gestores deixem de dar ênfase ao que está no sangue do brasileiro, além, obviamente de sua significação para a saúde, o lazer e quem sabe, o despertar de novos talentos nacionais. Tudo é possível. 
Na condição de educadora, MARIZE LEITE 65 não é adepta daquele raciocínio que diz que "futebol afasta as crianças e jovens das drogas", afinal não podemos julgar que crianças e adolescentes, se não tiverem o que fazer, vão usar crack, fumar maconha etc. 
Há muitos jovens em Nísia Floresta que vivem a esmo e não pendem para a marginalidade, pois são bem criados. Nosso município é terra de gente do bem. O problema é o abandono em que se encontram. Mas quando um gestor oferece um leque de políticas públicas para a criança e o adolescente, eles não terão tempo para viver a esmo. Consequentemente, não terão tempo para as ofertas negativas, seja de que espécie for. Elas buscarão aperfeiçoamento em alguma coisa, mesmo que seja apenas a boa diversão. É assim que MARIZE LEITE 65 pensa.

"FESTA DOS PESCADORES" SERÁ RESGATADA NA COMUNIDADE DO PORTO

Um assunto que chama muita a atenção é a nostalgia dos nisiaflorestenses quanto a famosa FESTA DOS PESCADORES, que ocorria no Porto. Era uma festa centenária, mas sufocada por diversos fatores. Não há quem não lembre com saudade e relate lembranças lindas dessa época. Dona Raimunda do "Pirão-Bem-Mole" é uma das nostálgicas pessoas que a contam com emoção.
MARIZE LEITE 65 irá resgatá-la. Talvez o eleitor pense que o fato de a lagoa Papari não ter mais a sua antiga piscosidade pode inviabilizar esse resgate. Mas em Nísia Floresta há peixe, há mar, há caranguejo, camarão, voador, ginga... Seria inviável se Nísia Floresta fosse uma região sem lagoa, sem mar, sem água, sem pescadores... aí, sim poderia-se estranhar. É só uma questão de querer.
São muitas as possibilidade de se reinventá-la. E MARIZE LEITE 65 vai incluí-la no calendário turístico cultural de Nísia Floresta, gerando empregos informais e oportunizando uma festividade familiar, além, obviamente, de se valorizar os artistas da terra. Somente o olhar de uma educadora pode ser tão polidimensional. É MARIZE LEITE 65.