ANTES DE LER É BOM SABER...

Este blog - criado em 2008 - não é jornalístico, embora contenha alguns conteúdos que navegam levemente nessas águas. Os textos são de autoria de Luís Carlos Freire, o qual descende do mesmo tronco genealógico da escritora Nísia Floresta. Esse parentesco ocorre pela parte das raízes da mãe do autor deste blog, Maria José Gomes Peixoto Freire, neta de Maria Clara de Magalhães Fontoura, trineta de Maria Jucunda de Magalhães Fontoura, descendente do Capitão-Mor Bento Freire do Revoredo e Mônica da Rocha Bezerra, dos quais descende a mãe de Nísia Floresta, Antonia Clara Freire. Essas informações são encontradas no livro "Os Troncos de Goianinha", de autoria de Ormuz Barbalho Simonetti, um dos maiores genealogistas brasileiros. O referido livro pode ser pesquisado no Museu Nísia Floresta, no centro da cidade. Luís Carlos Freire é especialista na obra de Nísia Floresta, membro da Comissão Norte-Riograndense de Folclore, sócio da Sociedade Científica de Estudos da Arte e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Possui trabalhos científicos sobre a intelectual Nísia Floresta Brasileira Augusta, publicados nos anais da SBPC, Semana de Humanidade, Congressos etc. É autor de 'História do Município de Nísia Floresta', 'Cultura Popular em Nísia Floresta', 'A linguagem Popular em Nísia Floresta', dentre inúmeros trabalhos na área de história, lendas, costumes, tradições etc. Uma pequena parte das referidas obras ainda não estão concluídas, mas o autor entendeu ser útil disponibilizá-la neste blog, enquanto as conclui. Algumas são inéditas. O acesso permite aos interessados terem ao menos uma boa noção daquilo que buscam, até porque existem situações em que certos assuntos não são encontrados nem na internet nem em outro lugar. Algumas pesquisas são fruto de longos estudos, alguns até extensos e aprofundados, pesquisados em arquivos de Natal, Recife, Salvador e na Biblioteca Nacional no RJ. O autor estuda a história e a cultura popular da Região Metropolitana do Natal. Esse detalhe permitirá ao leitor encontrar informações históricas sobre a intelectual Nísia Floresta Brasileira Augusta, sobre o município homônimo, situado na Região Metropolitana de Natal/RN, além de lendas, crônicas, artigos, reproduções de reportagens de interesse nacional, fotos poesias, etc. É PERMITIDO COPIAR TEXTOS DESTE BLOG, DESDE QUE A AUTORIA SEJA MENCIONADA. OBS. Só publico comentários que contenham nome completo, e-mail e telefone, pois repudio anonimato.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

POR QUE OS SINOS NÃO DOBRAM EM NÍSIA FLORESTA?

Normalmente os sinos dobram para lembrar aos fiéis da celebração da missa, encomendação de corpos, festas de padroeiros etc. O badalar da imensa campânula de bronze badala por causas nobres. 
A morte também é causa nobre? Claro! Pense!
O livro "Por quem os sinos dobram" do maravilhoso escritor americano Ernst Hemingway (1899-1961) foi inspirado n'outro excepcional escritor: o poeta inglês  Jonh Done (1572-1631). No final da história fica a sentença: não procurem saber por quem os sinos dobram. Eles dobram por ti.
Hoje, fiz uma reflexão sobre o silêncio dos inúmeros sinos que existem dentro de nós (nós - nesse caso - significa eu, você, ele, os meios de comunicação, enfim tudo o que pode pensar e levar o povo ao pensar).
Não compreendo como parte da sociedade nisiaflorestense se cala diante da injustiça cometida contra ANA LÚCIA LUCAS DA SILVA, moradora da "rua de Detrás". Pessoa humilde e incapaz de consentir que o seu nome seja usado para lavagem de dinheiro. Mas foi o que ocorreu. A mesma consta como dona de uma empresa construtora.
Por que os sinos da mídia local se calam? 
Por que as campânulas institucionais de Nísia Floresta não reverberam essa verdade?
Por que as autoridades locais - eleitas pelo povo - deixam os sinos imóveis?
Por que os sinos não badalam a favor do Sr. LUIZ GONZAGA DA SILVA
Ele não consegue se aposentar porque a sua patroa fictícia, a empregadora ANA LÚCIA LUCAS DA SILVA nunca recolheu o INSS em favor do mesmo.
Mas como ela o faria se nunca foi dona da empresa?
Por que os sinos não dobram para ALESSANDRA CABRAL?
Alessandra é filha de Lenilde, que trabalha com a Srª Dalvanira, proprietária do Camarão do Olavo.
Essa jovem, que é pessoa de bem,  foi convocada pela Receita Federal a prestar esclarecimentos acerca de repasses altíssimos que recebe em sua conta, na Caixa Econômica de Parnamirim.
Quiseram saber por que ela não declarou o imposto de renda.
Como pode uma pessoa que recebe recurso do programa federal Bolsa Família declarar imposto de renda?
Tendo a acompanhado junto a CEF constatamos que a conta realmente foi aberta por Alessandra, quando esta, em algum lugar, assinou documentos no meio de um calhamaço de papel com outra finalidade (não entenda por isso que ela tinha conhecimento - pelo contrário - ela assinava algo legal, mas foi enganada). Esse é o pecado de quem assina confiando.
Há aproximadamente cinco meses fomos ao prédio da POLÍCIA FEDERAL e fizemos a denúncia.
Alessandra será ouvida por uma comissão de delegados federais na próxima quinta-feira, dia 24.10.13. E nessa oitiva eu também a acompanharei.
Tenho certeza que, a partir das investigações que já estão ocorrendo, ela será totalmente inocentada, haja vista a sua idoneidade moral, assim como a de toda a sua família, as quais são pessoas de bem.
Alessandra, inclusive, irá entrar com um processo sobre danos morais, pois, como eu disse para ela "o nosso nome é o nosso maior patrimônio". E, na oportunidade, pedirá indenização, a qual tem direito pautado em lei. E a indenização não é pouca.
Tenho certeza que o município de Nísia Floresta, em peso, irá se solidarizar com ALESSANDRA CABRAL, pois qualquer um pode ser vítima dessa máfia, a qualquer hora - se é que muitos ainda nem o sabem que estão na mesma situação. É bom até você, que está lendo, verificar isso.
E que os sinos da velha Papari badalem, soem, rebumbem, tilintem... gritem alto contra esse crime, pois nada justifica tamanha injustiça.
Por uma questão de ética não caberá a mim a incumbência de revelar os autores desse crime, mas a Polícia Federal o fará no momento certo!
Fica apenas o registro para que todos saibam o que está acontecendo no município de Nísia Floresta, estado do Rio Grande do Norte.
Entendo que algo assim deve ser divulgado em massa, pois é fato. Eu não seria irresponsável de perder meu tempo mentindo.
Se 'os sinos dobram por ti' significa que  você é justo (a).
Se você é justo (a), por que não se dobra à Justiça?
Justiça! Eu acredito nela. E você? 
Professor Luis Carlos Freire
E-mail brasilcentauro@yahoo.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário