ANTES DE LER É BOM SABER...

Este blog - criado em 2008 - não é jornalístico, embora contenha alguns conteúdos que navegam levemente nessas águas. Os textos são de autoria de Luís Carlos Freire, o qual descende do mesmo tronco genealógico da escritora Nísia Floresta. Esse parentesco ocorre pela parte das raízes da mãe do autor deste blog, Maria José Gomes Peixoto Freire, neta de Maria Clara de Magalhães Fontoura, trineta de Maria Jucunda de Magalhães Fontoura, descendente do Capitão-Mor Bento Freire do Revoredo e Mônica da Rocha Bezerra, dos quais descende a mãe de Nísia Floresta, Antonia Clara Freire. Essas informações são encontradas no livro "Os Troncos de Goianinha", de autoria de Ormuz Barbalho Simonetti, um dos maiores genealogistas brasileiros. O referido livro pode ser pesquisado no Museu Nísia Floresta, no centro da cidade. Luís Carlos Freire é especialista na obra de Nísia Floresta, membro da Comissão Norte-Riograndense de Folclore, sócio da Sociedade Científica de Estudos da Arte e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Possui trabalhos científicos sobre a intelectual Nísia Floresta Brasileira Augusta, publicados nos anais da SBPC, Semana de Humanidade, Congressos etc. É autor de 'História do Município de Nísia Floresta', 'Cultura Popular em Nísia Floresta', 'A linguagem Popular em Nísia Floresta', dentre inúmeros trabalhos na área de história, lendas, costumes, tradições etc. Uma pequena parte das referidas obras ainda não estão concluídas, mas o autor entendeu ser útil disponibilizá-la neste blog, enquanto as conclui. Algumas são inéditas. O acesso permite aos interessados terem ao menos uma boa noção daquilo que buscam, até porque existem situações em que certos assuntos não são encontrados nem na internet nem em outro lugar. Algumas pesquisas são fruto de longos estudos, alguns até extensos e aprofundados, pesquisados em arquivos de Natal, Recife, Salvador e na Biblioteca Nacional no RJ. O autor estuda a história e a cultura popular da Região Metropolitana do Natal. Esse detalhe permitirá ao leitor encontrar informações históricas sobre a intelectual Nísia Floresta Brasileira Augusta, sobre o município homônimo, situado na Região Metropolitana de Natal/RN, além de lendas, crônicas, artigos, reproduções de reportagens de interesse nacional, fotos poesias, etc. É PERMITIDO COPIAR TEXTOS DESTE BLOG, DESDE QUE A AUTORIA SEJA MENCIONADA. OBS. Só publico comentários que contenham nome completo, e-mail e telefone, pois repudio anonimato.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

DE ARENDELE A PARNAMIRIM - AS PRINCESAS ELSA E ANA VISITAM O RIO PITIMBU - SUCESSO TOTAL

Quando vi a história que escrevi transformada em espetáculo de balé, percebi o quanto as palavras são insignificantes diante da simbologia da dança. É surpreendente ver aparecendo diante dos seus olhos os personagens, os fatos, os detalhes da história traduzidos em movimentos. Somente a competência e o perfeccionismo das professoras de balé são capazes dessa façanha.
Nessa oportunidade, mais que nunca, comprovei a competência digna de louros das professoras de balé Ranimusa, Lidiane, Niely, Ciane e Fabiana. Percebi que Andressa Carla, Coordenadora do Balé e as demais profissionais acima mencionadas não ficam atrás dos grandes profissionais dos grandes centros do país.
O Grupo de Dança Xaxado, sob coordenação de André Batista trouxe beleza incomum, fundindo o popular com o clássico, retratando o momento em que as princesas Elsa e Ana conhecem a feirinha do Pium.
Silas Braúna, autor do cenário, mostrou criatividade incomum, transportando a platéia para a natureza exuberante do Rio Pitimbu de outrora. 
Para coroar o êxito, a fotografia ficou perfeita, sob iluminação cênica assinada por Ronaldo Costa.
No dia 17 de dezembro o gestor Maurício Marques foi homenageado pela Fundação Parnamirim de Cultura, ao lado de sua esposa Kátia Palhano.
No dia 18, na sessão das 15 horas, contamos com o convidado Valério Santiago, autor do documentário "A Agonia do Rio Pirimbu". O vídeo foi trabalhado durante o ano letivo com alunos, pais e professores. Sua esposa, Delmira Santiago, ex-secretária municipal de educação, deixou o Teatro Municipal tecendo elogios ao evento.
Na sessão das 18 horas, contamos com a convidada Drª Gilka da Mata, Promotora do Meio Ambiente, homenageada após o espetáculo. Ela declarou encantada com o que viu e parabenizou toda a equipe. A referida promotora foi descoberta pelos alunos ao longo dos estudos que fizeram sobre o Rio Pitimbu, e nada mais justo que receber homenagem como grande defensora do meio ambiente e do desenvolvimento auto-sustentável, dentre outras lutas afins.





















































Nenhum comentário:

Postar um comentário